As mães com coronavírus são aconselhadas a não interromper a amamentação

11

Especialistas em lactação dizem que, se a mãe sofre de coronavírus, o bebê já está infectado, por isso é melhor continuar amamentando, pois ele a beneficia e fornece anticorpos. Anote!

O editor chefe da revista Breastfeeding Medicine ,  Arthur I. Eidelman, diz que as mães que estão infectadas com o novo coronavírus não devem parar de amamentar.

Segundo esse especialista, é mais do que provável que essas mães já tenham transmitido a doença ao bebê, por isso é melhor continuar amamentando a criança, pois ela tem muitos benefícios e, além disso, fornece anticorpos.

Eidelman explica: “A amamentação continuada tem o potencial de transmitir anticorpos maternos protetores para o bebê; portanto, as mães com coronavírus devem continuar amamentando seus bebês, mas sempre tome cuidado especial com a lavagem das mãos e usando uma máscara. , a fim de minimizar a exposição viral adicional ao menor “.

Poucos dados sobre os efeitos dos antivirais em bebês

As declarações de Eidelman foram produzidas depois que a revista  Breastfeeding Medicine publicou um artigo que analisa o que se sabe até agora dos medicamentos que estão sendo usados ​​para tratar o coronavírus.

Em relação aos lactentes, até o momento existem poucos dados disponíveis sobre a capacidade dos medicamentos antivirais utilizados no tratamento do coronavírus e seus possíveis efeitos adversos nos lactentes.

“Atualmente, não existe nenhum agente antiviral eficaz contra essa nova infecção. No entanto, um remédio em investigação até agora, o Remdesivir, parece promissor para o tratamento do Covid-19 e já está na fase 3 de ensaios clínicos em pacientes”. Eidelman explica.

Texto traduzido e adaptado pela equipe do dicas e notícias para mulheres.
Fonte: Mibebey yo